Arquivos Mensais: Abril 2008

>Queres casar comigo?

>Queres casar comigo?Não é casar naquela igreja até que a morte nos separe É casar mesmo. Não é naquela troca de papeis e compromissos. É casar,Assim como um botão numa casaAquela cor casa bem com os sapatosO caracol tem uma … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Queres casar comigo?

Queres casar comigo?Não é casar naquela igreja até que a morte nos separe É casar mesmo. Não é naquela troca de papeis e compromissos. É casar,Assim como um botão numa casaAquela cor casa bem com os sapatosO caracol tem uma … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

>Esquece

>Senta-teAntes que perca o raciocinioE tome de novo o folego de te quererDepois cala-teEssa voz desperta um calorQue me seca as palavrasE estremece em mim a vontade de beijarNão olhesNão dessa forma iluminadaQue me cega a raivaE me faz mergulhar … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Esquece

Senta-teAntes que perca o raciocinioE tome de novo o folego de te quererDepois cala-teEssa voz desperta um calorQue me seca as palavrasE estremece em mim a vontade de beijarNão olhesNão dessa forma iluminadaQue me cega a raivaE me faz mergulhar … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

>Ontem

>Ontem chegaste de mansinhoMuito antes de te verJá o teu sorriso tinha aberto a porta do silêncioPodias pensar que te escondiasSe não fosse o sorriso era o perfumeSoubesse eu distinguir a florA água a madeira a essenciaSei dizer que és … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Ontem

Ontem chegaste de mansinhoMuito antes de te verJá o teu sorriso tinha aberto a porta do silêncioPodias pensar que te escondiasSe não fosse o sorriso era o perfumeSoubesse eu distinguir a florA água a madeira a essenciaSei dizer que és … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

>Ela não saía

>Ela não saíaEnquanto não visse saciada a sua vontade de cantarCantava e dançava sem pararQuando num passo a musica paravaEla sorriaE do sorriso nascia uma nova musicaEla cantavaQuando pediam que parasseContinha o seu olharComo se de facto parasseE lá dentroNa … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized