Arquivos Mensais: Agosto 2009

Em mim

Abro a janelaE tomo o ar da manhã em mimSinto o sonho acordar na peleE soltar o teu perfume ao meu diaE vem do ar a tua voz em mimE veste-me o sorriso devagarLá naquele meu cantoSó há tempo de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

O teu poema

O teu poemaÉ rosa branca em flor na madrugadaPoema de um soldado em sua marchaÉ voz, canção e fogo de uma arma O teu poemaRompeu com o meu silêncio em punhaladaCantou o meu segredo à multidãoE fez da minha vida … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

O tempo da natureza

Espera por mimDeitado sobre a erva fresca do jardimEspera por mimE sente a natureza caminhar no seu tempoEspera por mimE na espera em que te deixoEscreve-me o que sente quando estás sem mimDiz-me que me queres sem ter fimEscolhe um … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Mar

RioQuando desceres do monte onde te guardasPercorreres as terras que te esperamAs pedras que te desejam atrapalharE as outras que sem desejo se deixam levarE até as outras que sem saberem obstamE quando depois de molhares os pésAs caras e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Aparece

Estive aliOnde em outros dias te podia verNão que esperasse ver-tePorque de ti não posso esperarMas esperava saber que um dia podia ver-te aliHoje passei por láNão estavasSabes quando uma cadeira senta a mesma almofadaE quando um dia ela não … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Posso

Já não sabia dizer-te de outra formaAs palavras ja saiam repetidasAté os silêncios e as lágrimas caiam da mesma formaNão era só o caminho erradoApesar de o fazeres brilharNão eram só os momentos nas tuas mãosApesar de me elevares ao … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Me quedaré aquí

Me quedaré aquíHasta que no aguante mi sombraY solo ahí me haré un nuevo caminoY marcho hasta el solPara que una nueva sombra se me pegueY me haga sentir lo qué se perdió Tomaré de nuevo tu mano para que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized