Arquivos Mensais: Fevereiro 2011

O teu olhar

Ela pede palavras O coração agita-se O olhar procura o céu E a boca solta palavras sem sentido E é o olhar que pára no dela e diz Quero-te mais do que posso dizer Ela fecha os olhos E da … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Un nocturne inconnue

Et maintenant C’est ça la fin C’est ça l’ultime note que on écoute Déjà le jour arrive Déjà aussi le bruit ce faire écouter Comme dans une peinture Je ne peux pas trouver la ultime ligne Je ne peux pas … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Hasta tenerte

Me quedaré sin escribir Hasta que te diga lo que siento Estuvimos ya en tantos lugares Viajamos aunque sin nosotros Que hoy viajaré contigo en el sueño Y mañana cuando te despiertes Te descubrirás como yo En el secreto deseo … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Encantadora

Encantadora Mas não como a serpente De olhar em mim e pensamento em outro lugar Encantadora simplesmente Mas não como a erva que nasce por estar humido o chão Ou como a flor que se abre ao sol de manhã … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Leva-me contigo

Leva-me contigo esta noite Para que ela não nos acabe o dia E não tenha de chegar o beijo de despedida Pega-me na mão E leva-me apenas assim Contigo o silêncio é um abraço E a tua voz o sonho … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Lua de hoje

A minha Lua é imensa Beija-me suavemente quando durmo Abraça-me desde o coração Guia-me no meu caminho E faz da sua luz a minha estrada A minha Lua é assim É grande na entrega E fica comigo de noite e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Lisboa nua

Vi-te nua pela primeira vez Despida de toda a tua razão E fria de tão poucas cores Vi-te diferente e sem te conhecer E mesmo assim Diante de toda a dimensão do teu nú Corri para ti e tomei-te em … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Eu sei

Eu sei Veio aquele frio maluco Que mesmo no verão Nos pega nas pernas e abana o mundo E abraça o coração E quando olhos dão por isso Naquele seu jeito mole de ser Abrem a torneira do rio E … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Diálogo surdo

Quero te falar sobre nós Do que não consigo parar de pensar Quero te dizer o que sinto quando estou só contigo Quero ouvir falar o que sentes O que tanto calas no teu olhar Quando todos nos deixam a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized

Se a natureza deixar

Se a natureza deixar Puxa a noite devagar e tapa o sol Esconde um pouco mais o nosso olhar Para que possa beijar-te sem pensar Ou pega numa nuvem e põe a chuva a correr E deixa vir a lama … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized