Desencontro

Em que estás a pensar?
Pergunta-me de novo o teu olhar desconfiado
Sempre o meu pensamento a intrigar o teu olhar
E sempre o desencontro deste nosso olhar

Vejo a boca
E a tua mão descobre os teus cabelos soltos
Vejo as mãos
E oiço a tua voz a praguejar o dia
Vejo os olhos
E são as tuas mãos ocupadas num cigarro que me gritam
E quando nada vejo além do teu olhar
Tu não estás lá
Foste ver o que te deram há uns anos quando estavas feliz

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s