Acorda

Não te chamei
Mas tive esperança que me ouvisses
Como no sonho
Quando o teu olhar toca o espelho
Descobre-me em ti
Entre a vergonha do encontro
E o desejo calado do pensamento
Há um coração que fala
Quando a mão passa pelo perfume
E me descobre na tua pele
Ninguém te diz
Mas sabes
E quando o sonho termina
A madrugada sabe-me em ti
E acorda-te

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.