Corredor

Desculpa é um imenso corredor

E não posso caminhá-lo sozinho

Dá-me a tua mão

Um pouco das tuas razões e certezas

Dá-me o malvado tempo que nos foge

Eu dou-te a mão

A verdade em palavras e olhares

E parte dos passos que já percorri

Vem comigo até ao fim

Eu volto ao princípio de nós

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s